19 07 2014

Convite-50anos-2





A FÉ ATUA PELA CARIDADE – 17 DE MAIO

4 05 2014

Cartaz-vigararia-2014





ASSEMBLEIA DIOCESANA 2013

20 07 2013

ACrPROGRAMA

09.15 – Acolhimento

09.30 –  Oração

09.45 – Inicio dos trabalhos : Avaliação do triénio 2010/2013

10.30 – Tema de Reflexão (Animador convidado: Dr. Gonçalo Patrocínio)

A QUESTÃO DOS VALORES E A SOBREVIVÊNCIA DA DEMOCRACIA

  • Ver a realidade e as causas da atual subversão dos valores: Honestidade + verdade + justiça + democracia
  • Perspetivas para o AGIR.

12.00 – Trabalho de Grupos

13.00 – Almoço

14.30 – Plenário: Apresentação da reflexão dos grupos;

Conclusões da Assembleia Nacional de Delegados

Definição das Linhas de Força para o Triénio 2013/2016

Eleição da Equipa Diocesana

Definição do Plano de Atividades para 2013/14

Casa do Oeste

Solidariedade com Guiné

Tesouraria

Grito Rural

17.00 – Celebração da Eucaristia

“A fé atua pela caridade”. Vivemos um tempo em que esta comprovação solidária e caritativa da fé é sobremaneira indispensável. Quase nada faremos de credível se não respondermos diretamente às necessidades e urgências que nesse sentido se colocam dentro e fora das comunidades cristãs. (D. Manuel Clemente in Introdução ao Plano De Pastoral 2013/2014)





FESTA DA CASA DO OESTE E FESTA DO CONCÍLIO

3 05 2013

A Fundação João XXIII/Casa do Oeste e os Movimentos rurais da Ação Católica (ACR, JARC, ACN) vão celebrar na Festa da Casa do Oeste, não só a Festa da Família Rural com a Bênção dos Campos, mas também este ano de um modo especial, os 50 anos do Concílio Vaticano II.

É sempre no domingo da Ascensão que este ano terá lugar a 12 de Maio.

Ao longo deste ano os grupos tem vindo a refletir alguns documentos saídos do Concílio, pois continuam desconhecidos e estão muito actuais. Essa caminhada de reflexão vai  culminar duma forma festiva na Festa da Casa do Oeste.

A festa, tendo como pano de fundo o Concílio, será divida em dois tempos fortes. De manhã a partir das dez horas haverá um colóquio onde será abordado o Concílio na vertente de dois dos seus documentos, a saber, a Gaudium et Spes – sobre a Igreja no mundo de hoje e a Apostolicam Actuositatem – sobre o papel dos leigos.

Após este colóquio será a celebração da Eucaristia às 11.30 horas

O segundo tempo é de animação cultural, a decorrer após o almoço,  com diversas atividades e onde diversos grupos da ACR apresentarão de uma forma festiva/lúdica a sua reflexão sobre os documentos do Concílio.

Um dos objectivos da Festa, para além da formação, do convívio, do reencontro de muitos é o de angariar receitas para que a Casa do Oeste se mantenha em funcionamento e possa continuar a cumprir os propósitos de servir a todos.





ENCONTRO DE APROFUNDAMENTO DA FÉ

9 02 2013

Encontro da Fe 2013“Cidadania, solidariedade e o papel dos cristãos na sociedade”

Casa do Oeste – 17/fevereiro/2013

Vivemos tempos de grande interpelação a todos os cidadãos e cidadãs mas especialmente aos cristãos. A nossa sociedade está a passar por uma fase complicada em que, aparentemente por consequência de múltiplos e sucessivos atos de corrupção com origem em diversos patamares de decisões políticas e económicas, nacionais e internacionais, se chegou ao ponto de baixar salários e pensões a quem já vive na pobreza e aumentar impostos a um nível insuportável para empresas e famílias. Retiram-se direitos ao nível da proteção na saúde mas contudo continua-se a esbanjar nomeadamente em privilégios para a classe política. É necessário que as pessoas todas pensem sobre o estilo de sociedade que querem para si e para os seus filhos. É necessário que cada um no lugar em que vive e trabalha seja honesto e rigoroso no cumprimento dos seus deveres. E necessário que nos disponhamos a contribuir com o nosso esforço para construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

Deus quer de nós seus filhos que sejamos as Suas mãos na terra para realizar as Suas obras, por isso nós cristãos temos o dever de intervir na política, na sociedade e na economia contribuindo para a construção de uma sociedade mais fraterna e solidária.

Programa:

  • 9h15m – Recepção
  • 9h30m – Oração inicial
  • 10h – Apresentação do tema com a Drª Laurinda Alves
  • 13h – Almoço
  • 17h – Celebração da Eucaristia




ACR Oeste – Conselho Diocesano

10 08 2012

Nestes dias em que a situação de crise nas suas diversas dimensões nos desafia à Esperança, a Ação Católica Rural congregou os seus Grupos de cristãos da Região Pastoral do Oeste em assembleia diocesana, no passado mês de julho, para repensar, juntos, a sociedade actual.

Perante uma sociedade que se deixou manipular pelo consumismo e pelo individualismo ganancioso, renegando os valores da família e da comunidade, confundindo liberdade e democracia com libertinagem e escravidão, entregando-se à corrupção e à falta de solidariedade, promovendo o desemprego e a precariedade no trabalho, aumentando as injustiças e desigualdades sociais… e ao celebrarmos os 50 anos do Concílio Vaticano II e os 15 anos do Congresso de Cristãos do Oeste e o Ano da Fé, o Conselho Diocesano da ACR/Ação Católica Rural, reunido, no dia 22 de julho deste ano 2012, na Casa do Oeste , em Revisão de Vida, propõe, aos membros dos seus grupos e a todos os cristãos de boa vontade, que com eles colaboram, que suscitem um dinamismo renovador e fomentem, no  Povo de Deus, novas formas de participação e empenho missionário ou apostólico nas suas comunidades.

O Espírito faz-nos descobrir, cada vez com mais clareza, que não se pode ser cristão sem o compromisso com a justiça e sem a solidariedade para com os pobres e excluídos.

Somos chamados a dar testemunho do Evangelho no mundo da família, da escola, do trabalho, da comunidade local, da comunicação social, da saúde e da cultura, etc … Sempre, e hoje mais do que nunca, a tarefa dos cristãos é de impregnar estas realidades com o Espírito de Cristo e colaborar na realização do Reino de Deus, dialogando com todos os homens e transformando o mundo numa civilização do amor.

Eis alguns desafios a concretizar:

  • a reeducação dos valores, especialmente na família, exercendo uma nova maneira de formar homens e mulheres, educando para a justiça, o que exige a renovação do coração;
  • educar para uma correta utilização dos meios da comunicação social;
  • na dimensão do trabalho, fundamental da vida humana, levar a economia e a finança a estar ao serviço das pessoas, respeitando a dignidade humana, envolvendo solidariamente os empresários e os trabalhadores, com responsabilidades justa e equitativamente repartidas;
  • continuar a trabalhar  pelo desenvolvimento solidário, por uma nova consciência social em que tenham expressão o voluntariado e a cultura da gratuitidade…

Olhando para o que se fez vivificados pelo Espírito e para estes desafios atrás referidos, percebem-se sinais de esperança, tais como, por exemplo: a valorização do trabalho agrícola, com novas iniciativas e experiências inovadoras; um novo espírito de poupança e reutilização de bens e recursos naturais; uma melhoria no nível da escolaridade em geral; também surgem cada vez mais pessoas capazes de dar a volta à vida profissional ou que apontam para a valorização da pessoa humana e de espaços de convívio social: ousadias de criar o futuro, como foi João XXIII com o Concílio Vaticano II e como foi a agricultura biológica e são a defesa do ambiente e as energias alternativas, os diversos grupos e movimentos de voluntariado, em que muitos de nós estamos envolvidos e empenhados…

O que nos propomos fazer, à luz do Concílio Vaticano II:

  • promover iniciativas diversas de estudo e divulgação dos ensinamentos do Concílio: nas reuniões de grupo, com cursos ou sessões de esclarecimento, com divulgação de publicações ou documentos…
  • elaborar documentação prática (literária e visual) de conteúdos para apoiar Grupos no conhecimento do Concílio e ajudem a responder  a questões da realidade actual, usando a metodologia – ver . julgar . agir – consagrada pelo Concílio…
  • celebrar uma Festa do Concílio, na Casa do Oeste, no dia 12 de maio de 2013.

Conclusão: é urgente uma mudança radical nas pessoas, nos seus comportamentos, nos mecanismos sociais e económicos.

A coerência entre a fé e a vida deve acompanhar o compromisso dos cristãos no setor público, pela sua participação nas instituições políticas e sociais, promovendo a justiça social e os direitos do homem em todas as fases da vida, a defesa e a recuperação da liberdade.

Os cristãos devem estar na linha da frente por uma nova era de justiça e de paz, pelo desenvolvimento integral solidário, erguendo a chama da fé em Jesus Cristo para que se veja o caminho a seguir.





DESAFIOS À FAMILIA DE HOJE

21 07 2012

Semana de Estudos 2011

“A família é a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade…” (João Paulo II, FC ns 36 ).

 Os tempos que vivemos  são de grande  instabilidade  a diversos níveis, fala-se muito de crise, nomeadamente de crise de valores.

Sendo a família o primeiro espaço de educação do ser humano consideramos importante refletir sobre as realidades que vive presentemente e como é que está, ou não, a contribuir para a construção de valores.

Nesta XXXVII Semana de Estudos, propomo-nos analisar que percursos a Família foi tomando desde há cerca de três/quatro décadas para chegar às questões com que se debate atualmente.

Será um espaço de partilha e descoberta, que possa corresponder aos novos desafios que a Família enfrenta.

Acreditamos na força das famílias como o bem mais precioso de uma sociedade organizada  que permita um verdadeiro  crescimento do Homem.

Junta-te a nós! 

PROGRAMA DA SEMANA

2ª Feira – 20 de agosto

  • 19h00 – Receção dos Participantes
  • 20h00 – Jantar
  • 21h30 – Serão  de Apresentação

3ª Feira – 21 de agosto

  • Tema: “Que desafios para as famílias de hoje?”
Evolução do Ser Família
Papel da família na construção dos valores
Convidados: Casal  Mª Helena e Manuel Silva Alves
(Animadores de grupos do Encontro Matrimonial-EM)

4ª Feira – 22 de agosto

  • Tema: “O Silêncio e a Palavra no seio da Família”
 Vivemos num mundo “cheio de informação”  – que espaço para a escuta de si próprio, do outro, de Deus?
Convidado: Dr. Alberto Santos( Prof de Rel. e Moral)

5ª Feira – 23 de agosto

  • Dia visita  de “estudo” – conhecer uma empresa familiar: Quinta da Enxara ou Fábrica Louritex

6ª Feira – 24 de agosto

  • Avaliação
  • Eucaristia
  • Encerramento após o Almoço

Envia a tua inscrição para:

Consulta o desdobrável de divulgação








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.