19 07 2014

Convite-50anos-2





A FÉ ATUA PELA CARIDADE – 17 DE MAIO

4 05 2014

Cartaz-vigararia-2014





ASSEMBLEIA DIOCESANA 2013

20 07 2013

ACrPROGRAMA

09.15 – Acolhimento

09.30 –  Oração

09.45 – Inicio dos trabalhos : Avaliação do triénio 2010/2013

10.30 – Tema de Reflexão (Animador convidado: Dr. Gonçalo Patrocínio)

A QUESTÃO DOS VALORES E A SOBREVIVÊNCIA DA DEMOCRACIA

  • Ver a realidade e as causas da atual subversão dos valores: Honestidade + verdade + justiça + democracia
  • Perspetivas para o AGIR.

12.00 – Trabalho de Grupos

13.00 – Almoço

14.30 – Plenário: Apresentação da reflexão dos grupos;

Conclusões da Assembleia Nacional de Delegados

Definição das Linhas de Força para o Triénio 2013/2016

Eleição da Equipa Diocesana

Definição do Plano de Atividades para 2013/14

Casa do Oeste

Solidariedade com Guiné

Tesouraria

Grito Rural

17.00 – Celebração da Eucaristia

“A fé atua pela caridade”. Vivemos um tempo em que esta comprovação solidária e caritativa da fé é sobremaneira indispensável. Quase nada faremos de credível se não respondermos diretamente às necessidades e urgências que nesse sentido se colocam dentro e fora das comunidades cristãs. (D. Manuel Clemente in Introdução ao Plano De Pastoral 2013/2014)





FESTA DA CASA DO OESTE E FESTA DO CONCÍLIO

3 05 2013

A Fundação João XXIII/Casa do Oeste e os Movimentos rurais da Ação Católica (ACR, JARC, ACN) vão celebrar na Festa da Casa do Oeste, não só a Festa da Família Rural com a Bênção dos Campos, mas também este ano de um modo especial, os 50 anos do Concílio Vaticano II.

É sempre no domingo da Ascensão que este ano terá lugar a 12 de Maio.

Ao longo deste ano os grupos tem vindo a refletir alguns documentos saídos do Concílio, pois continuam desconhecidos e estão muito actuais. Essa caminhada de reflexão vai  culminar duma forma festiva na Festa da Casa do Oeste.

A festa, tendo como pano de fundo o Concílio, será divida em dois tempos fortes. De manhã a partir das dez horas haverá um colóquio onde será abordado o Concílio na vertente de dois dos seus documentos, a saber, a Gaudium et Spes – sobre a Igreja no mundo de hoje e a Apostolicam Actuositatem – sobre o papel dos leigos.

Após este colóquio será a celebração da Eucaristia às 11.30 horas

O segundo tempo é de animação cultural, a decorrer após o almoço,  com diversas atividades e onde diversos grupos da ACR apresentarão de uma forma festiva/lúdica a sua reflexão sobre os documentos do Concílio.

Um dos objectivos da Festa, para além da formação, do convívio, do reencontro de muitos é o de angariar receitas para que a Casa do Oeste se mantenha em funcionamento e possa continuar a cumprir os propósitos de servir a todos.





ENCONTRO DE APROFUNDAMENTO DA FÉ

9 02 2013

Encontro da Fe 2013“Cidadania, solidariedade e o papel dos cristãos na sociedade”

Casa do Oeste – 17/fevereiro/2013

Vivemos tempos de grande interpelação a todos os cidadãos e cidadãs mas especialmente aos cristãos. A nossa sociedade está a passar por uma fase complicada em que, aparentemente por consequência de múltiplos e sucessivos atos de corrupção com origem em diversos patamares de decisões políticas e económicas, nacionais e internacionais, se chegou ao ponto de baixar salários e pensões a quem já vive na pobreza e aumentar impostos a um nível insuportável para empresas e famílias. Retiram-se direitos ao nível da proteção na saúde mas contudo continua-se a esbanjar nomeadamente em privilégios para a classe política. É necessário que as pessoas todas pensem sobre o estilo de sociedade que querem para si e para os seus filhos. É necessário que cada um no lugar em que vive e trabalha seja honesto e rigoroso no cumprimento dos seus deveres. E necessário que nos disponhamos a contribuir com o nosso esforço para construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

Deus quer de nós seus filhos que sejamos as Suas mãos na terra para realizar as Suas obras, por isso nós cristãos temos o dever de intervir na política, na sociedade e na economia contribuindo para a construção de uma sociedade mais fraterna e solidária.

Programa:

  • 9h15m – Recepção
  • 9h30m – Oração inicial
  • 10h – Apresentação do tema com a Drª Laurinda Alves
  • 13h – Almoço
  • 17h – Celebração da Eucaristia




ACR Oeste – Conselho Diocesano

10 08 2012

Nestes dias em que a situação de crise nas suas diversas dimensões nos desafia à Esperança, a Ação Católica Rural congregou os seus Grupos de cristãos da Região Pastoral do Oeste em assembleia diocesana, no passado mês de julho, para repensar, juntos, a sociedade actual.

Perante uma sociedade que se deixou manipular pelo consumismo e pelo individualismo ganancioso, renegando os valores da família e da comunidade, confundindo liberdade e democracia com libertinagem e escravidão, entregando-se à corrupção e à falta de solidariedade, promovendo o desemprego e a precariedade no trabalho, aumentando as injustiças e desigualdades sociais… e ao celebrarmos os 50 anos do Concílio Vaticano II e os 15 anos do Congresso de Cristãos do Oeste e o Ano da Fé, o Conselho Diocesano da ACR/Ação Católica Rural, reunido, no dia 22 de julho deste ano 2012, na Casa do Oeste , em Revisão de Vida, propõe, aos membros dos seus grupos e a todos os cristãos de boa vontade, que com eles colaboram, que suscitem um dinamismo renovador e fomentem, no  Povo de Deus, novas formas de participação e empenho missionário ou apostólico nas suas comunidades.

O Espírito faz-nos descobrir, cada vez com mais clareza, que não se pode ser cristão sem o compromisso com a justiça e sem a solidariedade para com os pobres e excluídos.

Somos chamados a dar testemunho do Evangelho no mundo da família, da escola, do trabalho, da comunidade local, da comunicação social, da saúde e da cultura, etc … Sempre, e hoje mais do que nunca, a tarefa dos cristãos é de impregnar estas realidades com o Espírito de Cristo e colaborar na realização do Reino de Deus, dialogando com todos os homens e transformando o mundo numa civilização do amor.

Eis alguns desafios a concretizar:

  • a reeducação dos valores, especialmente na família, exercendo uma nova maneira de formar homens e mulheres, educando para a justiça, o que exige a renovação do coração;
  • educar para uma correta utilização dos meios da comunicação social;
  • na dimensão do trabalho, fundamental da vida humana, levar a economia e a finança a estar ao serviço das pessoas, respeitando a dignidade humana, envolvendo solidariamente os empresários e os trabalhadores, com responsabilidades justa e equitativamente repartidas;
  • continuar a trabalhar  pelo desenvolvimento solidário, por uma nova consciência social em que tenham expressão o voluntariado e a cultura da gratuitidade…

Olhando para o que se fez vivificados pelo Espírito e para estes desafios atrás referidos, percebem-se sinais de esperança, tais como, por exemplo: a valorização do trabalho agrícola, com novas iniciativas e experiências inovadoras; um novo espírito de poupança e reutilização de bens e recursos naturais; uma melhoria no nível da escolaridade em geral; também surgem cada vez mais pessoas capazes de dar a volta à vida profissional ou que apontam para a valorização da pessoa humana e de espaços de convívio social: ousadias de criar o futuro, como foi João XXIII com o Concílio Vaticano II e como foi a agricultura biológica e são a defesa do ambiente e as energias alternativas, os diversos grupos e movimentos de voluntariado, em que muitos de nós estamos envolvidos e empenhados…

O que nos propomos fazer, à luz do Concílio Vaticano II:

  • promover iniciativas diversas de estudo e divulgação dos ensinamentos do Concílio: nas reuniões de grupo, com cursos ou sessões de esclarecimento, com divulgação de publicações ou documentos…
  • elaborar documentação prática (literária e visual) de conteúdos para apoiar Grupos no conhecimento do Concílio e ajudem a responder  a questões da realidade actual, usando a metodologia – ver . julgar . agir – consagrada pelo Concílio…
  • celebrar uma Festa do Concílio, na Casa do Oeste, no dia 12 de maio de 2013.

Conclusão: é urgente uma mudança radical nas pessoas, nos seus comportamentos, nos mecanismos sociais e económicos.

A coerência entre a fé e a vida deve acompanhar o compromisso dos cristãos no setor público, pela sua participação nas instituições políticas e sociais, promovendo a justiça social e os direitos do homem em todas as fases da vida, a defesa e a recuperação da liberdade.

Os cristãos devem estar na linha da frente por uma nova era de justiça e de paz, pelo desenvolvimento integral solidário, erguendo a chama da fé em Jesus Cristo para que se veja o caminho a seguir.





DESAFIOS À FAMILIA DE HOJE

21 07 2012

Semana de Estudos 2011

“A família é a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade…” (João Paulo II, FC ns 36 ).

 Os tempos que vivemos  são de grande  instabilidade  a diversos níveis, fala-se muito de crise, nomeadamente de crise de valores.

Sendo a família o primeiro espaço de educação do ser humano consideramos importante refletir sobre as realidades que vive presentemente e como é que está, ou não, a contribuir para a construção de valores.

Nesta XXXVII Semana de Estudos, propomo-nos analisar que percursos a Família foi tomando desde há cerca de três/quatro décadas para chegar às questões com que se debate atualmente.

Será um espaço de partilha e descoberta, que possa corresponder aos novos desafios que a Família enfrenta.

Acreditamos na força das famílias como o bem mais precioso de uma sociedade organizada  que permita um verdadeiro  crescimento do Homem.

Junta-te a nós! 

PROGRAMA DA SEMANA

2ª Feira – 20 de agosto

  • 19h00 – Receção dos Participantes
  • 20h00 – Jantar
  • 21h30 – Serão  de Apresentação

3ª Feira – 21 de agosto

  • Tema: “Que desafios para as famílias de hoje?”
Evolução do Ser Família
Papel da família na construção dos valores
Convidados: Casal  Mª Helena e Manuel Silva Alves
(Animadores de grupos do Encontro Matrimonial-EM)

4ª Feira – 22 de agosto

  • Tema: “O Silêncio e a Palavra no seio da Família”
 Vivemos num mundo “cheio de informação”  – que espaço para a escuta de si próprio, do outro, de Deus?
Convidado: Dr. Alberto Santos( Prof de Rel. e Moral)

5ª Feira – 23 de agosto

  • Dia visita  de “estudo” – conhecer uma empresa familiar: Quinta da Enxara ou Fábrica Louritex

6ª Feira – 24 de agosto

  • Avaliação
  • Eucaristia
  • Encerramento após o Almoço

Envia a tua inscrição para:

Consulta o desdobrável de divulgação





Convívio dos solidários com a Guiné

30 06 2012

Vem Partilhar connosco a felicidade do estarmos juntos, aceitando o desafio do nosso Hino:

 “Vem comigo aceita esta missão
Novo mundo por certo encontrarás
Cada vida é um tesouro a descobrir
É Jesus que no pobre servirás.”

PROGRAMA

  • 11h00 – Início de uma pequena caminhada;
  • 13h00 – Almoço piquenique (sardinhas, febras, salada, arroz, fruta, etc.);
  • 16h00 – Apresentação dos projetos em curso e do novo grupo que vai à Guiné em 17 de setembro de 2012;
  • 17h30 – Missa celebrada pelo Padre Batalha com a participação do coro de Nossa Senhora da Nazaré.

Contamos Contigo! Não Faltes!





FESTA DO ABRAÇO PORTUGAL/GUINÉ-BISSAU – Festa da Casa do Oeste

26 05 2012

Vinte de Maio trouxe-nos uma manhã de chuva para receber os convidados da Festa da Casa do Oeste. Não fora ela a Festa da Bênção dos Campos! Foi a chuva benfazeja!

Este ano teve muito mais gente, porque teve a particularidade de celebrar “Duas Décadas” de Solidariedade com a Guiné-Bissau em ações humanitárias. O programa começou com o descerramento dum painel, símbolo do abraço entre Portugal e a Guiné, onde figuraram em imagens e no mapa do mundo, os dois países e as duas Casas – sede – a de Ribamar e de Ondame, bem como os 10 projetos apoiados.

Seguiu-se um Colóquio de apresentação do livro “Solidariedade com a Guiné – Duas Décadas”, com um Power-point baseado no livro e ainda a proclamação de alguns testemunhos.

Na abertura da sessão, o presidente da Fundação João XXIII/Casa do Oeste, Pe. Joaquim Batalha, lançou um desafio aos participantes presentes, vindos do norte, que, depois da Delegação da Fundação criada na Guiné se criasse uma Delegação do Norte.

Ponto alto desta jornada, além do almoço de cerca de 500 convivas, foi a Celebração da Eucaristia com a Bênção dos Campos, e o batismo da menina Raissa, guineense, que, em perigo de morte, foi salva por um dos Grupos solidários e adotada por um casal da Sapataria, Sobral Monte Agraço, o que gerou alguma emoção.

Na homilia, o Pe. Batalha sublinhou que, hoje, Jesus continua a propor-nos: “ Ide por todo o mundo… Parti a anunciar e a ensinar tudo quanto aprendeste de Mim. Quem acreditar e for batizado será salvo. Eu acompanho-vos. Assim como Eu fiz, fazei-o vós também. Brilhe a vossa luz diante dos homens!… (Mt. 5,16).

Vós todos os batizados, militantes da Acção Católica, associados da Fundação João XXIII e de outros grupos ou Movimentos… vós todos os cristãos: brilhe a vossa luz diante dos homens. Aqui, na Guiné e em qualquer parte onde estiverdes. Não é isto a nossa solidariedade com a Guiné? Quantos milagres nos acompanham: os projetos que se desenvolvem, as vidas que se salvam… Brilhe a vossa luz diante dos homens!”.

Um contributo significativo para a profundidade desta celebração foi o Coro de Nª Senhora da Nazaré, de Santo Isidoro, regido pelo maestro Diogo Roda, que encerrou com a apresentação, a vozes, do hino criado para a Fundação João XXIII para os Grupos dos Solidários, com música de P. Teodoro Sousa: “Vem comigo, aceita esta missão…”.

O arraial esteve muito animado com as tendas das filhós, bolos, pão com chouriço, quermesse, livros, doces regionais, flores, etc…e com a musica do Grupo Tipico Caldense, enriquecido com o porco no espeto, oferecido pelos pais da batizada Raissa… Tudo isto contribuiu para uma grande tarde de festa!

O lançamento do livro “Duas Décadas” marcou, sem dúvida, a Festa deste ano como expressão duma grande atividade desta Fundação que já levou à Guiné 298 participantes em Férias Solidárias, carregando contentores com muitos bens doados que têm feito a diferença nos 10 projetos de desenvolvimento local que a Fundação João XXIII tem vindo a apoiar.

Em 1 de Setembro de 2011 foi criada, por escritura oficial, uma Delegação da Fundação XXIII/Casa do Oeste, na Guiné-Bissau, com sede em Ondame. Agora, vai ser criada a Delegação do Norte, pois este desafio foi bem acolhido e alguns dos presentes nesta Festa já se entusiasmaram e até já apontaram local para a sede, em Guimarães.





SOLIDARIEDADE COM A GUINÉ – DUAS DÉCADAS

12 05 2012

A Fundação João XXIII/Casa do Oeste vai apresentar, na sua Festa anual, na sua tradicional celebração do dia da Espiga, o livro “Solidariedade com a Guiné – duas décadas”.

Festa deste ano vai ter como tema forte a solidariedade para com o povo da Guiné…vamos fazer o lançamento do livro com relatos da nossa experiência de mais de 20 anos de Férias Solidárias, umcolóquio sobre este tema, ainauguração de um painel com o mapa da Guiné e fotos dos projetos, e o batismo de uma criança guineense adotada por um casal do Oeste.

Haverá o habitual almoço e uma grande tarde musical com muitasdiversões, petiscos e venda de produtos para apoio das despesas da Casa do Oeste – tarde animada com o Grupo Cavaquinhos das Caldas.

Sobre o livro podemos adiantar que relata as atividades missionárias, testemunhos, memórias, com cerca de 150 fotografias que retratam as experiências de solidariedade levadas a cabo, ao longo das últimas duas décadas, apoiando os seguintes projetos: Cooperativa de S. José de Mindará, em Bissau e os vários projetos em Ondame/Biombo, onde temos a nossa sede: a Clínica Bom Samaritano, a Cooperativa EducArte, a Rádio comunitária Voz de Biombo, uma Biblioteca local, a plantação de Moringa, o Infantário de Bissá, e a Cooperativa agrícola dos Jovens de Canchungo.

Os voluntários que se disponibilizam a participar no projeto “Férias Solidárias” organizados pela Fundação João XXIII-Casa do Oeste aprendem muito: a valorizar o nosso país e as coisas que têm…a tomar consciência dos seres humanos (e são milhões) que todos os dias lutam desesperadamente pela sobrevivência… e ajudam o povo guineense no seu próprio desenvolvimento.

O Programa do dia é o seguinte (20 de Maio 2012 – Ribamar da Lourinhã):

  • 09.30Receção e Acolhimento
  • 10.00 – Inauguração do Painel “Fundação-Casa do Oeste na Guiné”, seguida do Colóquio “Duas décadas de solidariedade com a Guiné”: Apresentação do livro e Hino dos Grupos Solidários, pelo “Coro Nª Senhora da Nazaré”
  • 11,30MISSA SOLENE, com BÊNÇÃO DOS CAMPOS, com participação do Coro Nª Senhora da Nazaré de S.Isidoro e Celebração do Batismo da Raissa (Criança guineense adotada)
  • 13.00Almoço de Festa
  • 14.30Tarde animada com o Grupo Cavaquinhos das Caldas, com arraial: os jogos tradicionais, petiscos, filhós, bolos, bebidas, doçaria, quermesse e muita animação.

Ementa do almoço: sopa, pão caseiro, feijoada do mar, sobremesa, bebida.